Saiba como o teste de ancestralidade da Genera estreitou os laços entre o casal Omar e Reges e o filho Theo

A vontade de serem pais sempre existiu e a decisão de dar esse passo juntos veio logo no começo do relacionamento. Depois de um longo e trabalhoso processo de adoção, Omar Ghanem, farmacêutico de 44 anos, e Reges Bessa, fisioterapeuta de 40 anos, se tornaram pais do pequeno Theo, de 5 anos. Antes da adoção, Theo precisou passar por um tratamento de saúde delicado, mas nada grave. Esse foi um ponto que colaborou muito para eles tomarem a decisão de, juntos, darem um passo para se conhecerem ainda mais: fazer um teste de Ancestralidade e Saúde e Bem-Estar da Genera.
Atualmente, os três vivem em Joinville, Santa Catarina, e o casal conta que desde o primeiro contato, quando o filho olhou para eles e disse “Oi, papais”, tudo mudou. “Nem sabemos como era a vida antes. Theo está com a gente há três anos e com a vinda dele nasceu o espírito paterno em nós. Muitos amigos nos questionaram se iríamos encarar mais esse desafio e dizíamos que sim. O mais bacana é que hoje as pessoas não nos veem mais como um casal, mas sim como uma família”, diz Omar.
“Tomamos vários baldes de água fria ao longo do processo de adoção, achamos que demoraria anos, até porque não sabíamos todos os procedimentos até de fato participarmos. Depois que o Theo chegou e encontramos uma maneira a mais para estreitar os laços familiares, não pensamos duas vezes”, conta Reges. Foi então que a família decidiu realizar o teste de ancestralidade da Genera para matar a curiosidade sobre suas origens e, principalmente, fortalecer os laços como família.
 

Casal feliz com o filho adotivo
Reges Bessa (em pé), Omar Ghanem (sentado) e o filho Theo

 

O resultado

Depois de coletarem o DNA e enviarem as amostras de saliva para o laboratório, a família aguardou alguns dias pelo resultado. Reges observou que a sua origem é dividida entre África (46%) e Europa (43%); Omar tem a origem majoritariamente da Europa (74%),  sendo 63% proveniente da Itália; já as raízes do pequeno Theo, estão divididas entre Europa (78%), Ibéria (29%), Europa Ocidental (20%), Leste Europeu (15%) e Sardenha (5%). 
No mesmo pacote, a família aproveitou para incluir a análise de predisposição a doenças e condições de saúde, feita através do nosso teste de Saúde e Bem-Estar. De acordo com os resultados, 68% (dos 53 pontos) analisados são comuns entre os três: maior chance de desenvolver intolerância à lactose, maior índice de armazenamento de gordura, ingestão de açúcar em quantidades mais elevadas, maior risco para fotoenvelhecimento, risco aumentado para diabetes tipo 2. Vale lembrar que possuir indicativos no DNA não significa que a pessoa irá desenvolver determinadas doenças.
“A experiência foi excelente, pois tivemos a oportunidade de verificar nossas características em comum e de onde viemos. O fato de descobrir de qual regiões somos provenientes é muito interessante e nós descobrimos que temos muito em comum. Ter todas essas informações nos permitiu refletir sobre nossos hábitos, pensar em formas de manter uma rotina saudável e ter uma alimentação balanceada. Enfim, por saber que grande parte das nossas características são iguais, nos tornamos mais confiantes e unidos como família”, comemorou Omar.
A história da família e a experiência com o teste de Ancestralidade também foi destaque no Portal UOL.

Descubra o que seu DNA pode te contar

Ancestralidade, origem das linhagens materna e paterna, tendência a deficiências de vitaminas ou a doenças como diabetes, fotoenvelhecimento, obesidade e alcoolismo, sensibilidade a cafeína, fome emocional, nível sociabilidade, impulsividade e caminhos que apontam para uma alimentação mais adequada de acordo com a sua genética, são alguns dos resultados que você pode ter ao realizar nosso teste de Ancestralidade e Saúde e Bem-Estar.
A Genera analisa milhares de pontos do DNA de uma pessoa trazendo a seu conhecimento pontos importantes e que podem dizer muito sobre a sua história, sua origem, seus hábitos e mostrar de uma maneira personalizada como você pode ter uma melhor qualidade de vida com respostas que fazem parte de você”, explica Ricardo di Lazzaro Filho, médico e sócio-fundador da Genera.
Gostou da história e ficou curioso(a) sobre suas características? Acesse nosso site e peça já o seu kit para descobrir o que seu DNA pode te contar!