COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISAR
folhas-canhamo

Vikings utilizavam cânhamo na Idade Média

Não há dúvida quanto à popularidade das histórias dos bravos habitantes originais da Península Escandinávia: os vikings, temidos guerreiros e excelentes navegadores que invadiram, pilharam e colonizaram quase toda a Europa, estabelecendo raízes e incorporando traços de sua cultura no que hoje chamamos de Irlanda, Inglaterra, França e outros países.

No entanto, o lado do cotidiano viking que poucas pessoas conhecem é: o que eles faziam quando não estavam invadindo, pilhando e colonizando outros lugares?

Acontece que, em tempos de paz, os vikings eram também fazendeiros, pastores, artesãos, enfim, conduziam as mesmas atividades que todos os outros povos que viveram naquela época. Esta realidade é amplamente corroborada por achados arqueológicos que incluem ferramentas, estruturas e até mesmo restos de vegetais.  

Dentre estes achados, alguns chamam atenção: um estudo conduzido pelo Museu Nacional da Dinamarca1, por exemplo, através de um exame no solo de um sítio arqueológico, confirmou que desde o século VII o plantio de cânhamo era comum entre os povos vikings que habitavam a região.

Mas o que é o cânhamo ?

Caule de cânhamo exibindo as fibras utilizadas na confecção de cordas e tecidos. Fonte: Hemp Gazette

“Cânhamo” é o nome dado às plantas da espécie Cannabis ruderalis e também à fibra extraída de seu caule, que é atualmente utilizada na confecção de papel, cordas e tecidos. Apesar de ser do mesmo gênero que a Cannabis sativa, planta da qual é extraída a maconha, o cânhamo possui baixo teor de THC (substância com atividade psicotrópica), não sendo possível, portanto, utilizá-lo de maneira recreativa como é feito com a sativa.

Cannabis e os vikings… como foi a descoberta ?

A cannabis aparece na história pela primeira vez há mais de 8.000 anos2, em um povoado onde hoje se situa Taiwan. Suas primeiras referências históricas se deram por volta de 3727 A.C., estando presente no primeiro livro de medicina do mundo, o Shen Nung’s Pen Tsao, pertencente aos ancestrais da China.

Uma pesquisa realizada no sítio arqueológico de Sosteli, na Noruega, também revelou que o cultivo de cannabis aconteceu na região entre os anos 650 e 800, e que, entre os muitos usos possíveis, incluía-se provavelmente a utilização da fibra de cânhamo para a fabricação de roupas, cordas, velas de barco e outros insumos têxteis.

Apesar de esta não ter sido a primeira vez em que foram encontrados vestígios deste cultivo neste contexto, os achados de Sosteli se destacam. “Nos outros casos, só foram encontrados grãos de pólen isolados. Aqui, descobriu-se muito mais”, disse o arqueólogo e conservador municipal Frans-Arne Stylegar, o que dá a entender que não se tratava de algo pontual e sim de um cultivo permanente.

Curiosamente, o sítio arqueológico de Sosteli localiza-se muito menos centralmente que outros locais onde ocorreram achados semelhantes, o que traz indícios de que o cultivo de cannabis era consideravelmente comum ao longo do território Viking, que hoje abrange regiões da Suécia, Dinamarca e Noruega.

Cânhamo e sua utilização pelos vikings

Descobertas como a de Sosteli não são as primeiras que situam o cânhamo como elemento constituinte da cultura viking.

No navio fúnebre Oseberg, por exemplo, foi encontrada uma pequena bolsa de couro cheia de sementes de cannabis pertencentes a uma anciã com idade entre 70 e 80 anos . Ao que tudo indica, a anciã era uma Völva, algo como uma vidente para os povos nórdicos, e seu esqueleto revelava sinais de diversos problemas de saúde, tendo sido o câncer  provavelmente responsável por sua morte – e não é improvável que as sementes tenham sido utilizadas como analgésico.

Achados como os citados acima vêm tornando a utilização da cannabis e seus derivados pelos povos antigos cada vez mais conhecida. Através de estudos e pesquisas, vamos trilhando o caminho da utilização desta planta e descobrindo um pouco mais sobre seu papel na história da humanidade.

Para saber mais sobre esse tema, fique ligado em nosso site. Sempre traremos conteúdos especiais. Se gostou, compartilhe com os amigos e deixe seu comentário.

Referências

  1. Science Nordic. Norwegian Vikings grew hemp. Disponível em: http://sciencenordic.com/norwegian-vikings-grew-hemp. Acesso em 01/2019.
  2. Planta Livre. História da Cannabis. Disponível em: http://www.plantalivre.com/historia-da-cannabis/. Acesso em 01/2019.

 

Sobre o autor:Grupo Genera

Deixe um comentário