COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISAR

Farmacogenética em Cardiologia

Farmacogenética
em cardiologia

Todos temos nossa forma de responder aos medicamentos. Qual a sua?

Mais segurança e eficácia no tratamento cardiológico

Para que serve esse exame?


O exame farmacogenético permite que você melhore os resultados de suas terapias ao ter acesso a um painel que auxilia na personalização do seu tratamento por meio de decisões baseadas na sua genética. É recomendado para pacientes que não apresentam melhora com o tratamento ou que demonstram sensibilidade a efeitos adversos.

Com seu resultado, é possível:

⋅ Reduzir o risco de efeitos adversos.

⋅ Diminuir a chance de polifarmácia;

⋅ Maior assertividade na terapia;

⋅ Menor necessidade de tentativa e erro para o acerto da prescrição;

coração-humano-desenhado-com-metade-colorida

Quais opções a Genera oferece?


Perfil completo de metabolismo

R$ 3.099

Esse exame é o painel mais completo, analisando mais de 50 genes, mais de 200 variantes e 310 condições médicas. Ele prevê a resposta do seu organismo aos principais medicamentos utilizados na terapêutica. É realizado em parceria com a Admera, laboratório localizado nos Estados Unidos.

Confira a lista de medicamentos.

Confira um exemplo de resultado.

Amostra: Swab (saliva).

Prazo: 20 dias úteis.

Mais informações


Efeitos adversos podem ter impactos muito sérios na nossa saúde, além de acrescentar custos ao tratamento.

0
%
É a porcentagem de incidência de efeitos adversos em pacientes nos Estados Unidos.
R$
0
bilhões
É o custo associado ao gasto extra com efeitos adversos

Alguns pacientes podem ser portadores de variantes que são associadas ao aumento do metabolismo de certos medicamentos (metabolizadores ultrarrápidos), necessitando de doses mais altas para alcançar os efeitos terapêuticos desejados. Por outro lado, pacientes portadores de variantes que resultam em metabolismo deficiente de fármacos possuem um risco aumentado de atingir uma dose tóxica, além de serem mais de duas vezes mais propensos a exibir efeitos adversos.

Uma maior incidência de toxicidade para metabolizadores lentos também foi relatada com vários antidepressivos. Além disso, polimorfismos específicos do CYP2D6 podem inibir os efeitos analgésicos da medicação opióide. Por outro lado, os metabolizadores ultrarrápidos podem sofrer toxicidade com risco de vida com o uso da mesma medicação.

A preocupação com doenças cardiovasculares não atinge apenas pessoas com histórico genético, mas também pessoas que possuem uma predisposição a essas enfermidades por estarem inseridas nos grupos de risco (como fumantes, pessoas com sobrepeso, idade avançada, entre outros). Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), os atendimentos de emergência cardiovasculares já ultrapassaram os atendimentos agendados e os de cirurgia. Das mais de 1 milhões de internações realizadas em 2015, mais de 900 delas foram feitas em caráter emergencial. Não é por menos que se estima que 31% das mortes ocorridas no mundo em 2015 foram consequências desse tipo de enfermidade.

Embora a maioria das doenças cardiovasculares possam ser prevenidas através de mudanças de hábitos – como tabagismo, uso excessivo de álcool, dietas não saudáveis, falta de atividades físicas e sobrepeso – é muito comum encontrar pessoa que possuem alto risco cardiovascular por conta de outras complicações, como a hipertensão, diabetes, hiperlipidemia, entre outras. Nesses grupos, é fundamental que haja um diagnóstico e tratamento precoce, por meio do uso dos medicamentos corretos e pela busca da terapia que melhor se adeque ao paciente.

Como as medicações cardiovasculares são uma das classes de medicamentos muito prescritas, não é incomum que hajam erros de medicação, ou eventos adversos causados pelas mesmas. Para diminuir as chances de ocorrerem situações indesejadas, conhecer a metabolização do seu corpo para os medicamentos utilizados para essas doenças é uma boa opção. Tendo essa informação é possível que, junto a um profissional de saúde, o tratamento seja mais assertivo e os resultados da terapia mais rápidos.

Referências

OPAS Brasil. Folha informativa – Doenças Cardiovasculares. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5253:doencas-cardiovasculares&Itemid=1096. Acesso em 07/19.
Radio agência nacional – EBC. Pesquisa aponta que internações por emergências cardiovasculares são elevadas no país. Disponível em: http://radioagencianacional.ebc.com.br/geral/audio/2018-09/pesquisa-aponta-que-internacoes-por-emergencias-cardiovasculares-sao-elevadas-no. Acesso em 07/19.

Ainda tem dúvidas?

Estamos preparados para te dar todo o suporte necessário na escolha do melhor opção para você. Ligue para nossa central e converse com uma de nossas atendentes.

Segurança e confiabilidade


Nossos painéis farmacogenéticos são oferecidos a partir de estudos e parcerias, tornando-se uma ferramenta poderosa na hora da definição da terapia, tanto para selecionar o fármaco quanto sua dose. Estas recomendações são baseadas em diretrizes estabelecidas por consórcios internacionais que compilam e organizam os mais recentes e confiáveis estudos da área da Farmacogenética.